Fisioterapeuta do Rubro leva apenas advertência em julgamento no TJD/RS

Na tarde desta quinta-feira, 15, o setor jurídico do São Luiz, em audiência junto ao Tribunal de Justiça Desportiva, conseguiu um bom resultado no julgamento da injusta expulsão do fisioterapeuta do clube, Eduardo Bandeira, ocorrida na partida contra o Grêmio.  A equipe jurídica conseguiu desclassificar a conduta, assim, a pena, que poderia ser de suspensão e multa, ficou apenas em advertência. 

O assessor jurídico, Juliano Godoy, e o diretor jurídico, Ubirajara Teixeira, fizeram a defesa oral. Como sempre, as defesas foram discutidas coletivamente, coordenadas pelo vice-presidente da área, Antônio Berdian. “Elaboramos defesa escrita e preparamos imagens para ratificar as teses defensivas. Valendo-se dos argumentos apresentados pela nossa defesa, o Relator considerou os bons antecedentes do Eduardo e acabou por exprimir condenação e a pena de suspensão de um jogo foi substituída por advertência. Ele não precisará cumprir nenhuma punição e a agremiação contará com seu fisioterapeuta para a sequência do campeonato”, salienta Berdian.

Outros Artigos